Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 

Tratamentos - Estimulação Precoce

Definição: Estimulação Precoce

Nesta sala oferecemos intervenções terapêuticas interdisciplinar, de forma lúdica para crianças com idade de zero á sete anos para promover experiências sensórias motora, sociais que visam o Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) da criança com necessidade especial.
A criança necessita de envolvimento na atividade proposta com auxílio de brinquedos para uma resposta motora mais ativa, pois através da brincadeira à criança será estimulada durante as terapias (brincar é a forma infantil de aprender), tornando o atendimento mais eficaz. O estímulo precoce tem como objetivo desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades e de outros recursos, as funções do cérebro do bebê e da criança, beneficiando seu lado intelectual, físico e sua afetividade, ou seja, é a realização de uma série de atividades que irão estimular o desenvolvimento físico, mental e social, em crianças de 0 a 7 anos.
Hoje sabemos que o feto já tem desenvolvido sua memória e os sentidos da visão, tato e audição. Que o recém nascido tem os traços temporais e que diferenciam e mostram preferência por certos estímulos visuais e auditivos. Que nos primeiros cincos (5) anos de vida são formados em torno de 90% das conexões sinápticas.
Estudos evidenciam que as células em desenvolvimento apresentam maior capacidade de adaptação quando comparada as células maduras (adultas); portanto a estimulação destas células de forma precoce facilitaria readaptações e maiores interações entre as células do sistema neuromuscular promovendo a especificidade do controle motor.
Esta readaptação que chamamos de plasticidade neural permite que crianças se recuperem de alguns distúrbios não desenvolvendo seqüelas oriundas a patologia como imobilismo que provoca deformidades, atrofias e paresias (perda de força muscular).
Programas de estimulação precoce geram efeitos favoráveis a curto e longo prazo, sendo claramente evidentes seus benefícios durante a vida adulta do indivíduo, favorecendo o desenvolvimento integral da criança que apresentar um atraso neuropsicomotor, desnutrição, prematuridade, desvios de comportamento e outras patologias neuromotoras.
A estimulação precoce requer o planejamento prévio de um programa de atividades, que responda a conceitos claros e objetivos definidos. Sua metodologia buscará permitir às crianças viver e participar na criação de experiências significativas construídas, adequadas para o desenvolvimento evolutivo e apropriadas para a maturidade do cérebro e do sistema neural.

Objetivo da estimulação sensório motor precoce

  • Estimular o desenvolvimento sensório motor da criança;
  • Estimular o desenvolvimento motor da criança de acordo com sua idade;
  • Prevenir a instalação de deformidades na coluna vertebral e membros;
  • Prevenir a perda de massa óssea, massa muscular e atrofias;
  • Estimular o desenvolvimento da fala e linguagem da criança;
  • Estimular o desenvolvimento da musculatura responsável pela deglutição e mastigação;
  • Desenvolver pratica de hábitos de vida diária como higiene pessoal, alimentação, vestuário e locomoção.

O trabalho da estimulação precoce é feito sob a orientação dos profissionais nas áreas específicas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Psicologia, e o profissional da área de Assistência Social com o objetivo de auxiliar e adequar se necessário à inclusão da criança no âmbito familiar, visando uma melhor compreensão de seus papéis como família e cuidador (a), para o indivíduo portador de necessidades especiais.

Estimulação Precoce APAE PG

Seguindo as diretrizes do MEC (Ministério da Educação e Cultura) e da CORDE (Coordenadoria para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência), a APAE PG estabelece as seguintes princípios básicos para o nosso Programa de Estimulação Precoce:

  • Público alvo: bebês e crianças na faixa etária de 0 à 7 anos de idade, portadores de comprometimentos motores, intelectuais e ou sensoriais.
  • Critério de Elegibilidade:
    - Delimitação de acordo com a idade cronológica (0 á 7 anos de idade);
    - Tipo de Deficiência: Comprometimento neurológico associado ou não a uma deficiência intelectual.
  • Objetivo Geral: Propiciar o desenvolvimento global através de procedimentos (fisioterapêuticos, fonoterápicos, terapia ocupacional e psicológico), que proporcione experiências motoras, cognitivas, de linguagem, sócio emocionais e que promovam autonomia a criança.
  • Objetivo Específicos: Possibilitar a criança formas de explorar o meio ambiente, trabalhar com enfoque global, sendo os atendimentos realizados em grupos de 2 a 3 crianças, 3 terapeutas (Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional e Fonoaudióloga) com a participação quando necessário da família. Sendo que a família terá todo respaldo da Psicóloga e da Assistente Social.
  • Procedimentos de Avaliação: avaliação diagnóstica nos aspectos motores, cognitivos,linguagem e sensório perceptivos.
  • Proposta de Intervenção: área motora, socialização, cuidados próprios, cognitiva, linguagem receptiva e linguagem expressiva.
  • Composição da Equipe: Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional, Fonoaudióloga, Psicóloga e Assistente Social.
  • Planejamento: a programação, assim como a avaliação deverá ser individual, e os objetivos devem ser estabelecidos levando em consideração a etapa do desenvolvimento neuropsicomotor em que cada criança se encontra.
  • Participação da Família: Ressaltamos a importância do envolvimento da família no trabalho de estimulação precoce, participando do grupo de pais, se comprometendo a cumprir as orientações passadas pelos profissionais, assim como a sua participação nas sessões quando solicitado.
  • Tempo de Duração: O tempo de duração de cada atendimento é de 30 minutos.

Através deste trabalho promoveremos a defesa de direitos das pessoas com deficiências múltiplas, oferecendo apoio e auxilio as famílias, serviços de habilitação, reabilitação, prevenção e inclusão social, e, portanto colaborando na transformação social do município de Praia Grande.

 
  APAE Praia Grande
Rua das Acácias, 320 - Jardim Quietude - Praia Grande / SP - CEP 11718-160 - Telefone: (13) 3472-5257
CNPJ 02.910.374/0001-70 Decl. Utilidade Pública Lei 1.141/2.001